Publicado por: Lourival Dias | 28/12/2009

[Resenha] Guia de Regras Resumido – Tagmar 2

Para iniciar a série de resenhas dos livros já publicados de Tagmar 2 descreverei aqui o Guia de Regras Resumido, disponível para download no site do Tagmar 2.
É um pequeno livro de apenas 19 páginas o qual apresenta, em uma visão geral, o sistema de jogo de Tagmar 2. Por ser um livro pequeno qualquer pessoa que disponibilize pouco de seu tempo de um ou dois dias para ler já pode começar a jogar em Tagmar.
O livro é composto por seis capítulos que tratam da introdução (capítulo 1) ao sistema e como adquirir um personagem, os dados usados, que neste sistema são apenas o d10 e o d20 e um pequeno trecho sobre a tabela de resolução que falarei em outro artigo do que se trata.
O capítulo 2 apresenta as características básicas, ou seja, as raças disponíveis, as profissões, os deuses, os atributos dos personagens, especializações e as regras para teste de atributo, além disso, introduz ao jogador os conceitos de Energia Física e Energia Heróica, que também tratarei em outro artigo.
O capítulo 3 trata das habilidades, que diferentemente dos atributos é aquilo que o personagem sabe fazer. Neste capítulo são tratadas as regras usadas para resolver tudo aquilo relacionado com as habilidades dos personagens, além disso mostra uma breve descrição das habilidades.
O combate em Tagmar é tratado no capítulo 4. Tudo relacionado a este como a seqüencia do combate, iniciativa, movimento, utilizar a tabela de resolução, fazer um ataque, causar dano (que em Tagmar é diferenciado em dano na Energia Heróica ou dano na Energia Física), acertos críticos, falhas automáticas, entre outros assuntos não menos importantes que os já listados aqui, encontra-se neste capítulo.
O capítulo 5 fala da magia no mundo de Tagmar. A forma de ler as magias, como adquirir habilidades mágicas, regras para o seu uso, entre outros pontos importantes. No meio deste capítulo é citado as organizações em que os personagens podem entrar de acordo com as suas profissões. Colégio para magos, Ordem para sacerdotes, Confraria para bardos e Trilhas para rastreadores (sim, isso mesmo, o termo já havia sido proposto para essa profissão/classe antes da tradução da Devir – de mesmo nome – para a classe na quarta edição de D&D).
Finalmente, no último capítulo, o livro trata dos pertences dos personagens e do comércio em Tagmar.
O livro quando visto por jogadores experientes pode parecer fraco ou pobre em conteúdo, porém para o jogador iniciante, até mesmo que nunca jogou RPG na vida, este livro é de extremo valor pelo poder de síntese e, assim, transmitir rapidamente para esse jogador o conhecimento básico que ele deve ter para começar a jogar.
Na próxima resenha falarei sobre o Livro dos Arquétipos, os quais são personagens já prontos que os jogadores podem escolher rapidamente para iniciar uma aventura dentro de instantes, mas deixarei para falar mais no próximo post.
É isso aí, espero que tenham gostado! Até mais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: