Publicado por: reignomo | 14/10/2010

[Reporte de Sessão 9] O Império Branco

Na última sessão os aventureiros atacaram e destruíram Gur’Talak, o líder gnoll da invasão a Sterngate. Assim que terminou o combate e os aventureiros puderam conversar entre si, receberam através de Ravin L’Aroc a sugestão de ajudarem os civis e soldados a recomporem a cidade. Uma batalha enorme havia caído sobre a cidade e havia muita coisa a ser reconstruída e funerais a serem preparados. Alguns tomaram como sua a dor que os cidadãos sentiam e forma ajudar a guarda e os civis, mas Heirann prefeririu ir atrás de um encantamento para seu novo item.

Durante toda o fim da tarde os jogadores ajudaram a carregar corpos de gnolls e apagar qualquer incêncio que houvesse ocorrido pelas redondesas. O trabalho foi árduo, mas ajudou a elevar a moral da cidade após aquela investida dos gnolls amarelos.
Como a cidade estava em época propícia para aventureiros, muitas pessoas temerárias vinham de todo reino em busca de aventuras. Esse foi o grande impecilho para o insucesso da investida gnoll. Como haviam muitos mercenários e guerreiros na cidade, o corpo bélico cresceu e conseguiu impedir uma destruição maior na invasão. Os personagens, por exemplo, conseguiram anular significamente o combate que ocorreu na região da praça além de eliminarem o poderoso líder gnoll, Gur’Talak.

Mas agora, satisfeitos com sua campanha na cidade, todos sobreviventes gostariam de comemorar o sucesso da defesa da cidade. Mais tarde naquele dia haveria uma grande comemoração na taverna central.

Antes disso, Heirann ficou procurando um ritual que encantava sua pedra mágica. Ao questionar o vendedor de pergaminhos sobre este ritual, Heirann foi recebido de modo ríspido pelo comerciante que havia perdido parte da loja em saques e destruição dos gnolls. Mas mesmo assim venderia para o mago o material no dia seguinte.

Na taverna, todos se encontraram. Quem estava perdido na cidade ou quem estava dormindo na estalagem, logo se reuniram para comemorar a vitória na taverna. Heirann preferiu investigar mais sobre o ataque e ficou buscando pistas e rastros que poderia levá-lo para um possível paradeiro de novas informações sobre os gnolls.

Na tarverna, os personagens já chegaram buscando hidromel e mulheres. A taverna estava toda movimentada com tantas pessoas alegres e festivas. Eis que de repente uma mulher bonita e de ar misterioso passa pelos personagens sem fazer muito para se desviar. Ela vinha com um olhar mais seguro de si e não se importava com o que acontecia ao redor dela.

Ela vem na direção dos aventureiros e tromba pelo ombro em Thug Thornhalk, o goliath. Ela se vira para ele com um olhar raivoso e na hora que ela vai pronunciar algo um bêbado tropeça  e derruba Thug Thornhalk no chão.

– Owww, mas que coisa estranha, o mundo está girando!(ele tenta se levantar mais cai sobre Thug Thornhalk novamente derramando a cerveja em toda sua roupa)
Nessa confusão toda a mulher sai e deixa os dois debruçados no chão tentando se levantar.
O bêbado então se levanta e olha para trás. Quando vê que a mulher saiu ele vem falar com os aventureiros que logo percebem que ele estava encenando, não estava bêbado.
– Ou vocês são burros ou são temerários! Não viram as cores na luva da mulher? Ela é da Casa Thuranni! Ah…então vcs não conhecem a Casa?

Mas neste momento o goliath furioso com a situação dá um belo soco no homem que cai sentado no meio da taverna. Logo os outros personagens intervém para evitar mais confusão, mas mesmo com a intervensão dos personagens, o homem levanta-se bravo e esbraveja:

-Eu ajudei vocês, malditos! Se não fosse por mim todos vocês não acordariam amanhã! Eu salvei a vida de vocês, mas não deveria! Desejo o pior a todos vocês!
Bravo com a reação do goliath, o homem sai da taverna e deixa os jogadores descontentes. Logo vão atrás dele, mas não conseguem mais nenhuma informação além do que ele havia tentado pronunciar antes do ataque do goliath.

Só lhes restou tentar aproveitar a noite na taverna. A festa durou muito tempo e todos se divertiram apesar de tudo.

No dia seguinte, um mensageiro chega na área de almoço da estalagem e chama todos para se reunirem com Ravin no quartel da guarda.

Assim que chegaram à guarda um homem os esperava e levou-os  em direção a uma sala dentro do edifício. Através de alguns corredores e cômodos pareciam ser levados para uma edícula fora do edifício. Atravessando um jardim chegaram a uma construção de um andar apenas, mas que tinha cerca de 3 cômodos e uma varanda na frente.
Lá dentro avistaram Ravin L’Aroc e mais outras duas pessoas. Um homem com quem ele conversava e um gnomo que sentava na ponta da mesa. O gnomo parecia mais velho e ficava o tempo todo escrevendo algo em papéis. Ele carregava também um conjunto de caixas cheias de papéis e tubos porta-mapas. Na mesa, ao lado dele, alguns itens esparramados próximos ao papel. Uma pedra amarrada em um suporte brilhava suficientemente para permitir ao gnomo uma boa escrita (que é feita de modo muito ágil). Um estandarte, um pequeno brasão amarrado em um pequeno pedestal de metal estava disposto sobre a mesa:

Theren foi o único que reconheceu e lembrou das qualidades daqueles que pertenciam à Casa Sivis, a casa daqueles que possuem a Marca da Escrita.

O homem ao lado de Ravin estava vestido com uma armadura de cota de malhas e Ragvir o reconheceu como Capitão Eredenn Davoh, regente de Sterngate que ouvia atentamente cada palavra de Ravin.

Logo que a reunião termina Ravin chama os personagens e se mostra incomodado com o ataque. Ele não sabe das reais razões e dá a indicação que os aventureiros procurem por Gor’Tumbar, líder de uma vila ao noroeste de Darguun.

Para tanto os personagens receberam instruções detalhadas de como conseguir a entrada no reino e como acharem a tribo de Gor’Tumbar.

Os personagens devem entrar em Darguun portando duas bandeiras que carregam o símbolo de Lesh Haruuc. Assim eles conseguirão uma passagem relativamente tranquila pelas terras goblinóides. Mas se algum grupo de inimigos não reconhecer Lesh Haruuc como legítimo líder das tribos do reino, provavelmente os jogadores terão problemas.

Segundo Ravin, é com Gor’Tumbar que encontrarão respostas mais sólidas tanto sobre os gnolls amarelos como sobre a Falange Branca.

Nesta sessão os jogadores não se mostraram introsados com o jogo e ficaram muito tempo alheios ao que acontecia. Apenas  dois jogadores se dedicaram ao roleplay enquanto o resto ficou apenas esperando acontecer combate. Infelizmente a situação estava saturada e eu decidi parar a sessão. Mas as informações para a próxima aventura já foram passadas. Veremos o que será feito com estas informações na próxima sessão…

Anúncios

Responses

  1. […] (Nessa hora uma mulher entra na taverna. Ela está com um manto escuro e o capuz cobre seu rosto. Alguns aventureiros mais atentos percebem trata-se da mesma mulher que apareceu na taverna no dia anterior – veja este reporte). […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: