Publicado por: Lourival Dias | 07/11/2010

[Reporte de Sessão – 8] Scales of War – Resgate em Rivenroar

Os aventureiros atacaram primeiro a criatura, a qual era uma geléia ocre, um tipo de cubo gelatinoso.

O combate foi aparentemente rápido, mas alguns problemas ocorreram principalmente com a concentração de Sinala, a maga, que não conseguia lançar suas magias de modo a acertar a criatura.

Após alguns golpes a geléia foi destruída por Tristan, que quando aplicou-lhe o derradeiro golpe fez com que a criatura explodisse, lançando gosma para todo os lados na câmara.

Os aventureiros pensavam que estavam já em segurança. No momento em que estavam verificando possíveis ferimentos entre si duas criaturas surgiram através das paredes laterais da câmara.

As criaturas foram logo reconhecidas por Sinala como espectros, cujo objetivo era apenas matar seres vivos.

As criaturas tinham aparência humanóide, mas estavam envoltas em uma aura de escuridão e névoa.

Um dos espectros foi logo morto por Gleggor, o clérigo, e por Sinala, que ao mesmo tempo usaram poderes radiantes.

O espectro soltou um grito agudo e foi engolfado por uma névoa negra que sumiu assim como apareceu.

O segundo espectro deu bastante trabalho pra ser destruído.

Um de seus ataques contra os aventureiros recaiu sobre Andrus, o ladino, e Tristan, o patrulheiro.

Estes tiveram uma visão de uma muralha desabando sobre eles e deixando-os soterrados.

Os outros aventureiros viram no rosto destes aflição e perceberam que eles caíram e ficaram imóveis, mas não viam motivo aparente para aquilo.

Mas logo eles conseguiram se libertar da ilusão.

Porém, em um segundo ataque contra os mesmo estes dois além de caírem ficaram inconscientes.

Sinala teve que fazer um esforço fora do comum para não se deixar enganar pela ilusão.

Então, finalmente, os espectros foram destruídos.

Andrus e Tristan foram curados com a ajuda de poções que os aventureiros tinham.

Sinala percebe que há muitos perigos nesta sala em que estão. Há uma magia bastante forte na sala.

Então, os exploradores seguem pela porta da esquerda.

Seguiram por um corredor, o qual virou duas vezes para a direita até chegarem em uma câmara que não estava delimitada por portas.

As paredes desta estavam repletas por alcovas e cada uma delas abrigava restos mortais de muitas pessoas.

No meio da sala haviam dois gnomos portando picaretas, estes olharam de forma pouco amigável para os aventureiros e partiram na direção deles com as picaretas levantadas prontos para o ataque!

Área explorada até o momento pelos aventureiros

Até a próxima sessão para ver o que acontece!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: